IGMR nº 24

Instrução Geral do Missal Romano, liturgia católica

24. Tais adaptações consistem, muitas vezes, na escolha de certos ritos e textos, como são os cantos, as leituras, as orações, as admonições e os gestos, de forma a corresponderem melhor às necessidades, à preparação e à capacidade dos participantes; elas são da responsabilidade do sacerdote celebrante. Lembre-se contudo o sacerdote que ele próprio é servidor da sagrada Liturgia, e que não lhe é permitido, por sua livre iniciativa, acrescentar, suprimir ou mudar seja o que for na celebração da Missa [34].

NOTA:

[34] Cf. II Conc. do Vaticano, Const. sobre a sagrada Liturgia, Sacrosanctum Concilium, 22.

2 Respostas para “IGMR nº 24

  1. Saudações, Caríssimos!
    Aqui está o ponto, muitos defendendo a Missa Tridentina, outros defendendo o Novu Ordo Missae e aonde fica a fronteira, o que realmente é novo e o que é tradicional. As controvérsias não param. Rogamos ao Santo Padre novas definições, pois nenhum dos lados quer ceder, nem um pouco!
    Deo gràtias!!!

  2. Caro Angelino, a IGMR é bem clara em relação aos ritos, entretanto, é a curiosidade e o questionamento são coisas inatas do ser humano. Roguemos sim ao Santo Papa para que ele possa nos dar uma direção sempre segundo a vontade de Deus. Forte abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s